sexta-feira 22 fevereiro, 2013

Geradores de software


Recebi uma ligação de um antigo amigo. Esse meu amigo contratou uma empresa de desenvolvimento de software para fazer um sistema para gerenciar clientes, agenda, produtos, recursos humanos e outros, é uma espécie de mini erp. E agora ele está tendo problemas com isso.

Conversando um pouco, ele me disse que gastou uma boa grana (há 3 anos) com o tal sistema e agora precisa de algumas melhorias e refatoração, especialmente porque o desempenho do tal sistema esta cada dia pior. Conversando mais um pouco, ele me disse que a empresa fez o sistema em dois meses e na época que contratou o serviço, os outros orçamentos previam no mínimo 6 meses para fazer o tal sistema.

Bom, aí comecei suspeitar e tentei entrar nos quesitos técnicos. Como esse meu amigo não é programador a conversa acabou sendo comprometida, porém ele falou o que eu não esperava. A empresa que desenvolveu o mini erp não deixou nenhuma documentação, muito menos códigos em alguma linguagem, apenas deixou o software rodando no servidor e informou que usou uma "tecnologia" de ponta, conhecida como *****.

Como eu nunca tinha ouvido falar dessa tecnologia, resolvi pesquisar na internet para entender do que se tratava e descobri que é um software que gera software (aqueles sistemas que você desenha fluxogramas e ele gera o crud com telas e tudo mais). Logo pensei, por isso que o sistema foi desenvolvido em menos tempo que os outros orçamentos e ao mesmo tempo cheguei a seguinte conclusão: por isso que o sistema está cada dia mais lento e a empresa "picareta" que fez o balaio de gato não pode dar manutenção.

Essas porcarias que você não vê o que tem por trás aparecem de anos em anos e sempre causam comoção, mas o estrago só é percebido com o passar do tempo. Gerar código automaticamente é legal e é produtivo, desde que saibamos o que está acontecendo. Gerar executáveis sem saber como eles são "por dentro" é um risco enorme, tanto pra quem desenvolve, quanto para quem compra a solução.

Por fim, não posso resolver o problema desse meu amigo, a não ser que ele decida pelo desenvolvimento de um sistema do zero.

Conclusão: Se for contratar serviços de desenvolvimento de software, exija a documentação e as características técnicas do que será utilizado para resolver o seu problema. Desconfie quando a coisa é muito boa e de receitas milagreiras!

Fazendo buscas na internet encontrei um problema similar. Vale a leitura!


Ainda não há comentários, deixe um agora!

Deixe um Comentário


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *